CONTATO | SIGA A SBC

Presidência

Lisandro Zambenedetti Granville 

UFRGS

Presidente

Thais Vasconcelos Batista

UFRN

Vice-Presidente

Diretorias

Renata de Matos Galante 

UFGRS

Diretora Administrativa

Carlos André Guimarães Ferraz 

UFPE

Diretor de Finanças

Antônio Jorge Gomes Abelém 

UFPA

Diretor de Eventos e Comissões Especiais

 

Renata Mendes de Araujo

UPM

Diretora de Educação

José Viterbo Filho 

UFF

Diretor de Publicações

Claudia Lage Rebello da Motta 

UFRJ

Diretora de Planejamento e Programas Especiais

Marcelo Duduchi Feitosa 

CEETEPS

Diretor de Secretarias Regionais

Eliana Almeida 

UFAL

Diretora de Divulgação e Marketing

Ricardo de Oliveira Anido

UNICAMP

Diretor de Relações Profissionais

Esther Colombini

UNICAMP

Diretora de Competições Científicas

Raimundo José de Araújo Macêdo 

UFBA

Diretor de Cooperação com Sociedades Científicas

Cláudia Cappelli

UNIRIO

Diretora de Articulação com Empresas

 

Diretoria Extraordinária

 Leila Ribeiro

Leila Ribeiro

UFRGS

Diretora de Ensino de Computação na Educação Básica

   

 

Diretorias Anteriores

Diretoria 2015-2017

Diretoria 2013-2015

Diretoria 2011-2013

Diretoria 2009-2011

Diretoria 2007-2009

Diretoria 2005-2007

Diretoria 2003-2005

Diretoria 2001-2003

Diretoria 1999-2001

Diretoria 1997-1999

Diretoria 1995-1997

Diretoria 1993-1995

Diretoria 1991-1993

Diretoria 1989-1991

Diretoria 1987-1989

Diretoria 1985-1987

Diretoria 1983-1985

Diretoria 1981-1983

Diretoria 1979-1981

Diretoria 1978

Thais Vasconcelos Batista (UFRN)

Proposta de Plano de Gestão para a SBC / Agosto 2019 - Julho 2021

 

O grande legado da SBC

No ano em que completa 41 anos, a Sociedade Brasileira de Computação (SBC) acumula importantes conquistas em sua trajetória. Fundada em julho de 1978, durante o V Seminário Integrado de Software e Hardware (SEMISH), realizado na UFRJ, com a presença de cerca de 30 pessoas, o embrião de uma sociedade já existia em 1971, quando foi realizado o primeiro Seminário sobre Computação na Universidade (SECOMU) em Porto Alegre, organizado pela PUC-RJ, seguido por um segundo SECOMU, no mesmo ano, em São Carlos. A SBC foi constituída com o objetivo de congregar a Comunidade Científica e Acadêmica de Computação do Brasil.

Ao longo dos anos, a SBC tem tido um papel muito relevante na definição de políticas de ciência e tecnologia no país e na América Latina. Alinhada a outras sociedades científicas, sempre se posicionou favoravelmente a um investimento sólido e continuado em Educação, Ciência e Tecnologia, como pressupostos fundamentais para o desenvolvimento social e econômico sustentável e para o estabelecimento de uma sociedade justa. Para isso, tem participado de conselhos governamentais, além de fóruns científicos, econômicos e sociais.

A SBC tem sido um dos principais atores responsáveis pelo avanço da Computação no país, com contribuições tanto nas políticas públicas nacionais, como acima mencionado, mas, sobretudo, fortalecendo o ensino, a pesquisa científica e a inovação tecnológica nessa área, hoje tão fundamental para o desenvolvimento de qualquer nação. Com diretrizes para o ensino da Computação e as propostas de referenciais curriculares, fortalece a formação de profissionais para o mercado e a academia. Com suas Comissões Especiais (CEs), seus eventos, cooperações e programas, promove a integração entre pesquisadores e grupos de pesquisas nacionais e expande a internacionalização da Computação brasileira, contribuindo para a solução de desafios nacionais, da academia e da indústria.

Para realizar sua missão, a SBC se estrutura de forma ampla, tanto nas áreas de investigação científica e tecnológica, por meio de suas CEs, quanto em sua capilaridade e alcance territorial nacional, por meio de suas Secretarias Regionais e Representações Institucionais. Os eventos científicos e tecnológicos da SBC são realizados por suas 27 CEs que, organizadas em 5 Grandes Áreas, cobrem virtualmente todo o espectro de investigação científica da Computação. Algumas dessas áreas têm características multi/inter/transdisciplinares, atendendo a uma tendência contemporânea. Nos últimos anos, esses eventos contaram, a cada ano, com cerca de 10.000 participantes. Além dos eventos das CEs, outros eventos são organizados anualmente no Congresso da SBC, cobrindo discussões político-acadêmicas, de formação e de relação com a sociedade: SECOMU, Curso de Qualidade para gestores de cursos de graduação, Seminário de Computação e Mercado (COMPUTEC), SEMISH, entre outros.

As competições científicas promovidas ou apoiadas pela SBC, como a Maratona de Programação, a Olimpíada Brasileira de Informática (OBI) e a Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), estimulam, a cada ano, mais de 100.000 jovens para as carreiras científico-tecnológicas da área de Computação e representam grande esforço na promoção da difusão do conhecimento de Computação na sociedade em geral. O programa de Chancela e o Prêmio Inovação, por outro lado, promovem ainda maior interação com a sociedade, estimulando projetos inovadores em diversas áreas da sociedade e da comunidade científica brasileiras.

A SBC tem uma capilaridade territorial impressionante, com 25 secretarias regionais e 205 Representações Institucionais cobrindo todo o território nacional. Essa malha institucional fornece grande visibilidade nacional a todas as ações, ao mesmo tempo em que promove e apoia dezenas de eventos científicos, tecnológicos, educacionais e culturais que atendem aos interesses específicos das várias regiões do país.

A SBC também tem se articulado internacionalmente, seja por meio de filiação a associações científicas internacionais, como a International Federation for Information Processing (IFIP) e o Centro Latino Americano em Estudos Informáticos (CLEI), ou com constante colaboração e acordos com organizações mundiais como a Association for Computing Machinery (ACM) e o Institute of Electrical and Electronics Engineers (IEEE), entre outras. Em nível nacional, além de atender às questões multi/inter/transdisciplinares que envolvem a Computação, mantém acordos com diversas associações de áreas distintas, como, por exemplo, as de ciências matemáticas, informática em saúde, a agroinformática.

A SBC também tem atuado fortemente na disseminação de conhecimento, por meio da publicação de revistas, de anais de conferências e de livros, a exemplo de convênio com a Editora Elsevier para a elaboração de livros destinados à graduação, os livros das Jornadas de Atualização em Informática (JAI), as revistas Computação Brasil e SBC Horizontes, a parceria com a editora Springer e o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) nos periódicos Journal of the Brazilian Computer Society (JBCS) e Journal of Internet Services and Applications (JISA), e, mais recentemente, com a construção de um Portal de Acesso aberto, que será um importante apoio para a difusão das publicações de nossos eventos científicos.

 

Desafios e direções para a SBC

Há muito se sabe do papel central da Computação e suas tecnologias no desenvolvimento social e econômico mundial. Hoje vivemos na era da hiperconectividade, onde tudo se conecta, coisas e pessoas, através da Internet. As infraestruturas críticas, como fornecimento de água, energia e transporte, passam cada vez mais a serem dependentes da Computação e das tecnologias de informação e comunicação relacionadas. Os dados gerados nessas estruturas ciber físicas e de Internet das Coisas são em grande volume, complexidade e gerados em grande velocidade (Big Data), motivando ainda mais a utilização de plataformas distribuídas de infraestrutura e serviços, como nuvens e névoas computacionais (cloud e fog computing), bem como a utilização da inteligência artificial para gestão de dados e de serviços. Vivemos, portanto, a era da informação e da conectividade.

Os desafios nacionais são múltiplos, muitos deles em linha com desafios mundiais, mas certamente vários atrelados à nossa realidade nacional. Vão desde padrões éticos na atividade profissional, passando por melhores práticas no trabalho e formação adequada, a desenvolvimentos científicos, tecnológicos e de inovação. Os desafios são também econômicos e sociais, haja vista que, a despeito da qualidade dos formandos na área, ainda importamos mais que exportamos serviços e tecnologias da informação e comunicação, e parte da sociedade ainda carece de acesso adequado a essas tecnologias e conhecimentos relacionados. A SBC, ciente de seu papel, tem contribuído para a mobilização nacional para o contínuo aprendizado, disseminação e evolução do conhecimento em Computação e tecnologias subjacentes. 

Propomos reforçar e consolidar conquistas históricas da SBC, algumas já destacadas no início deste texto, e avançar para o enfrentamento dos desafios atuais e os que se avizinham no cenário nacional e mundial, sem perder de vista nossos objetivos primordiais de desenvolvimento social e econômico, de forma inclusiva e sustentável. Para uma melhor compreensão desses desafios e respectivas prioridades, realizaremos, já no início da gestão, um novo ciclo de planejamento estratégico para os próximos 10 anos, que balisará iniciativas no período e ajudará futuras gestões.

Buscaremos insistentemente alternativas de financiamento para as atividades da SBC, revisitando e rediscutindo mecanismos atuais e implementando o orçamento anual que integre as ações de todas as diretorias e operacionais da sede.  Reforçaremos e ampliaremos os procedimentos de transparência de nossas atividades e desempenho financeiro e orçamentário.

Esforços serão envidados para a manutenção e o aprimoramento de nossos sistemas computacionais: ECOS – Sistema de Eventos; MoM – Sistema de Associados; ROS – Sistema das Secretarias Regionais; e JEMS – Sistema de Submissão de Artigos para Eventos e Periódicos.

Daremos continuidade às ações consagradas na área de educação, como referenciais de formação e cursos de qualidade para aprimorar mecanismos de formação, ensino  e aprendizagem, e daremos especial atenção à pós-graduação e ao POSCOMP, por meio do fortalecimento da articulação com o fórum de pós-graduação.

Seguindo tendência mundial, também alinhada ao movimento de inovação com startups e spinoffs, a indústria nacional da Tecnologia da Informação (TI) está crescendo e por isso demanda cada vez mais profissionais, e com perfis adequados.  Por outro lado, sabemos também que os cursos de graduação em Computação enfrentam altos índices de retenção e evasão. Apoiaremos o enfrentamento desse desafio, dando especial atenção ao levantamento de dados e tendências que possam dar subsídios a políticas públicas e iniciativas educacionais.

De outro lado, países com um sistema de ensino de qualidade elevada, sociedades científicas internacionais de Computação e a SBC entenderam a importância do ensino de Computação também nos níveis fundamental e médio, preparando jovens para os desafios do futuro, onde o pensamento ou raciocínio computacional passa a ser instrumento crucial para o lidar com novas tecnologias e processos, no mundo do trabalho e academia, em todas as áreas de conhecimento. Trabalharemos para consolidar os esforços realizados na formulação de diretrizes curriculares e na formação de professores qualificados para esse desafio, além de promover ações para motivar jovens a seguirem carreiras na área da Computação.

Com relação à disseminação do conhecimento, propomos manter parcerias com editoras em vigor, desde que avaliadas positivamente, e trabalhar para consolidar o novo portal da SBC, SbcOpenLib, como principal repositório para todas as nossas publicações científicas.

Na última década, a SBC ampliou significativamente sua representação regional. As Secretarias Regionais, que eram 15 em 2008, hoje são 25. Com exceção do norte do país, todos os estados têm ao menos uma Secretaria Regional e, mesmo no Norte, temos uma secretaria regional para cada dois estados. Atualmente, temos 205 Representações Institucionais, presentes em todos os estados do país. Propomos consolidar essas ações regionais, fortalecendo e dando continuidade ao sistema informático ROS de apoio à gestão das secretarias, reforçando o papel dos Representantes Regionais e Institucionais. Serão propostas ações nas Secretarias Regionais que contribuam ainda mais com o atendimentos de desafios regionais identificados por essas secretarias.

Ações de nossa sociedade ganham maior visibilidade por meio de campanhas nas várias mídias e comunicação constante, em geral por meio da Imprensa. Propomos dar continuidade, ampliar as ações desenvolvidas e estudar  estratégias que aumentem o conhecimento e a visibilidade da SBC na comunidade brasileira de Computação.

As Olimpíadas Científicas promovidas ou apoiadas pela SBC (Maratona de Programação desde 1996), Olimpíada Brasileira de Informática (desde 1999) e Olimpíada Brasileira de Robótica (desde 2007), se tornaram eventos tradicionais e com tendência de crescimento, requerendo cada vez mais esforços operacionais por parte da SBC e instituições envolvidas. Um dos desafios dos próximos dois anos é construir mecanismos de gestão para esses eventos de forma integrada aos setores operacionais da SBC.

Promoveremos discussões sobre o mundo do trabalho no país e no mundo,  disseminando a visão da SBC sobre a regulamentação da profissão e acompanhando projetos de regulamentação em trâmite no Congresso Nacional, para que estes atendam às expectativas de nossa sociedade e de fato contribuam para  o nosso desenvolvimento.

Consolidaremos e ampliaremos acordos de cooperação com sociedades científicas nacionais para formar uma agenda comum que fortaleça as atividades de ciência, tecnologia e inovação no Brasil,  em particular por meio da SBPC. Buscaremos também consolidar e ampliar nossas relações com a comunidade internacional, através de manutenção de acordos com instituições como a IFIP, CLEI, ACM e IEEE, visando colaboração e ações conjuntas, reforçando iniciativas em curso como o fórum IFIP/SBC e nossa participação robusta nas atividades do CLEI. Trabalharemos também para uma maior participação brasileira em projetos de pesquisa científica e de intercâmbio internacional, assim como a participação de pesquisadores estrangeiros em projetos executados por instituições brasileiras.

Traçaremos estratégias para articulação com o setores produtivos, públicos e privados, visando a discutir e mapear desafios nacionais na busca de uma agenda comum que fortaleça as atividades de ciência, tecnologia e inovação no Brasil. Nesse sentido, daremos ênfase ao empreendedorismo e inovação.

A seguir, detalhamos as ações planejadas para o próximo período de gestão, de agosto de 2019 a julho de 2021.

 

 

DIRETORIAS

 

Diretoria Administrativa

1) Atualização e Aprimoramento dos Sistemas Computacionais.

Como novidade, além da manutenção e do aprimoramento dos sistemas que compõem a Central de Sistemas,  pretende-se atuar em três frentes. A primeira, em parceria com a Diretoria de Finanças, compreende o desenvolvimento do Módulo Financeiro, como parte do Sistemas ECOS, que substituirá um conjunto de planilhas necessárias para os controles internos da Sede e prestação de contas, facilitando as atividades dos coordenadores de eventos por disponibilizar informações financeiras e gerenciais, como, por exemplo, fluxo de caixa dos eventos. A segunda, é a integração do JEMS com o ECOS e MoM, com vistas ao desenvolvimento de políticas de retenção e agregação de novos associados. A terceira compreende a adequação do Sistema ECOS para agregar as especificidades das Competições Científicas. Por fim, pretende-se aprimorar e dar manutenção ao Portal da SBC, mantendo a sua identidade visual e incorporando novas demandas como, por exemplo, aprimorar a transparência da SBC (relatórios, documentos financeiros, gestão e curadoria dos dados), sincronizando as atividades com as diretorias de Planejamento e Projetos Especiais, Divulgação e Marketing e de Educação.

 

2) Captação de Associados.

Em articulação com as Diretorias de Planejamento, de Divulgação e Marketing, de   Interação com Empresas, Secretarias Regionais e Eventos e Comissões Especiais, serão realizadas ações visando a captação e novos associados, bem como ações de retenção e recuperação de associados antigos. Uma primeira tarefa será realização de uma pesquisa de satisfação com associados vigentes não vigentes, visando mapear as motivações e fatores de retenção. Uma segunda tarefa será a implementação da associação combinada com inscrição para todos os eventos.

 

3) Aprimoramento da interação entre Presidência, Diretorias e a Sede.

Em articulação com a presidência, fomentar reuniões presenciais e virtuais com as Diretorias para a realização do planejamento estratégico e posterior acompanhamento e execução das ações propostas. Fomentar também, através de reuniões o engajamento das Diretorias com as equipes da Sede para melhorar e sistematizar os processos de trabalho. Aperfeiçoar a sistematização do Relatório Anual da SBC.

 

4) Aprimoramento da Profissionalização dos serviços da sede.

Os trabalhos realizados na Sede serão continuamente acompanhados com atenção especial as oportunidade de melhorias no fluxo de trabalho e nos processos internos. Atenção especial será dada ao aprimoramento da Política de Gestão de Pessoas trabalhando na sede. Uma segunda tarefa, em parceria com a Diretoria  de Evento e Comissões Especiais, será a revisão dos Termos de Compromisso dos eventos para minimizar riscos. Como novidade, pretende-se implantar um serviço de digitalização e intercâmbio de documentos visando dinamizar o acesso a disseminação das informações bem como a sustentabilidade.

 

 

Finanças

5) Acompanhamento e manutenção do equilíbrio financeiro da SBC.

Objetivo fundamental da SBC, a manutenção do equilíbrio financeiro entre receitas e despesas se dará, por um lado, através do apoio na captação de novos recursos (incremento no número de associados, mais patrocínios, mais participantes inscritos em eventos etc.), e, por outro lado, pelo acompanhamento do fluxo de caixa, visando ao controle de despesas, principalmente.

 

6) Implantar o orçamento integral da SBC.

Desenvolver mecanismos de colaboração para melhorar a elaboração do orçamento da SBC, envolvendo as diretorias e a equipe da sede no processo de confecção e acompanhamento do orçamento integral. Para tanto, utilizaremos metodologias e ferramentas comumente utilizadas nesses processos. Em adição, deverá ser desenvolvido um modelo de disponibilização do orçamento para consulta pela Diretoria e pelo Conselho.

 

7) Estudar e definir um novo modelo de financiamento da sede SBC.

Com o crescimento da quantidade de serviços disponibilizados pela SBC aos seus associados, aumentam as despesas para garantir esses serviços. Essencialmente realizados pela equipe de profissionais da sede da SBC ou por contratos com terceiros, esses custos devem ser adequadamente cobertos. Para isso, o modelo de financiamento da sede precisa estar permanentemente atualizado.

 

8) Apoiar o desenvolvimento do Módulo Financeiro dentro do ECOS.

Em parceria com a Diretoria Administrativa, dar suporte ao desenvolvimento do Módulo Financeiro, como parte do Sistema ECOS, visando a substituir planilhas para os controles internos da Sede e prestações de contas.

 

9) Apoiar elaboração do novo Plano Estratégico da SBC.

Apoiar, juntamente com todas as demais diretorias, o Planejamento Estratégico da SBC para o período 2021-2030, a ser conduzido pela Diretoria de Planejamento e Programas Especiais e pela Presidência.

 

 

Eventos e Comissões Especiais

10) Melhorar o processo de atualização e disponibilização de documentos relativos aos eventos e  CEs.

Alguns documentos e regulamentações foram atualizados nos últimos anos. Face ao uso destes, atualizações podem ser necessárias nestes e em outros documentos. Ainda, pretende-se incentivar a produção de novos documentos e manuais, incluindo aqueles ligados às CEs.

 

11) Gestão dos sites das Comissões Especiais (CEs) e eventos, com identidade visual da SBC.

Sites têm sido criados para as CEs e para os eventos, muitos hospedados em locais externos, como nas instituições que realizam os eventos, e podem ser perdidos ao longo do tempo. A manutenção do registro de informações históricas será discutida com as CEs. Será recomendado o reuso de sites de eventos e a busca por um layout padrão, que, em eventos, possa apenas ser atualizado anualmente, prática adotada em conferências internacionais.

 

12) Realização de atividades durante os principais eventos da SBC para divulgar o papel e realizações da SBC junto à sociedade em geral, fomentando a participação de mais associados -  com apoio conjunto das Diretorias de Secretarias Regionais, de Divulgação e Marketing e de Finanças e de Competições Científicas.

Para tal, é necessário realizar um levantamento das atividades que as CEs têm realizado em seus eventos, identificando boas práticas. Com base nesse levantamento, será discutido com as demais diretorias os encaminhamentos a serem realizados para publicização dos dados.

 

13) Apoio a atividades e eventos com outras sociedades e comunidades - em conjunto com as Diretorias de Secretarias Regionais e Diretorias de Cooperação com Sociedades Científicas.

Com o apoio da sede da SBC, por onde tramitam todos pedidos de eventos, serão identificadas estratégias realizadas em conjunto com outras sociedades e comunidades, que possam potencializar novas parcerias e projeção da SBC.

 

14) Apoio às Diretorias da SBC nas respectivas ações junto às CEs, em particular, apoio aos processos de publicação junto à diretoria de publicações.

As ações das CEs são de suma importância para o bom andamento de toda a SBC. Assim, faz-se necessário incentivar a aproximação entre todas as diretorias e as CEs, em especial, fazendo com que elas contribuam com as decisões da SBC. Com relação à Diretoria de Publicações, pretende-se apoiar demandas decorrentes das mudanças no portal de conteúdos e seus processos.  

 

15) Atendimento continuado às CEs para troca de informações e orientações.

Como as diferentes CEs têm distintas ações e demandas, é necessária constante comunicação com as comissões, seja para prestar informações, sanar dúvidas ou fornecer orientações gerais.

 

16) Estabelecer código de conduta de autores

Realizar, em interação com as CEs, um estudo sobre códigos de autores de sociedades científicas internacionais e nacionais para recomendar melhores práticas para publicações da SBC.

 

 

Educação

17) Monitorar Currículos de Referência

Acompanhar e promover ações referentes à manutenção e à atualização das referências de formação em Computação da SBC, mantendo a sintonia com os órgãos reguladores e as instituições de ensino.

 

18) Acompanhar e organizar eventos de Educação na SBC

Coordenar a organização e o contínuo aperfeiçoamento dos eventos de educação junto ao Congresso da SBC: Workshop de Educação em Computação (WEI) e Curso de Qualidade (CQ), além de apoiar os eventos de educação realizados pelas comissões especiais.

 

19) Melhorar a interação com o fórum de pós-graduação em suas ações de formação e desafios bem como na realização do Poscomp

Pretende-se melhorar a interação com este fórum visando aprimorar as competências de formação dos egressos para academia e o mercado.

 

20) Interagir com a Diretoria de Educação Básica

As ações de introdução de Computação na educação básica demandam a análise e revisão do papel da Licenciatura em Computação no cenário nacional bem como a revisão deste referencial de formação.

 

21) Diagnosticar e propor ações para atração e retenção de jovens talentos nos cursos de Computação do Brasil

A deficiência do ensino médio, a alta demanda da indústria brasileira de tecnologia da informação, os altos índices de retenção e evasão nos cursos de graduação e a migração de profissionais para o  exterior, demandam um diagnóstico e a definição de estratégias da SBC para colaborar na solução desses problemas.

 

22) Diagnosticar e propor ações de capacitação que contribuam para o desenvolvimento da indústria nacional

Existe um grande movimento de inovação e criação de startups na área de Computação, bem como uma retórica alegação de não sincronização dos cursos de graduação com o mercado, assim pretende-se diagnosticar o cenário atual juntamente com as diretoria de articulação com empresas e de relações profissionais para propor ações que possam colaborar com a indústria brasileira.

 

23) Investigar as possibilidades de oferta de cursos online pela SBC ou em parceria com plataformas existentes

Cursos online são uma alternativa que pode ser explorada pela SBC. Pretende-se analisar a viabilidade de oferta de cursos online para jovens como forma de atrair talentos, bem como para profissionais e estudantes para atualização tecnológica.

 

 

Publicações

24) Consolidação da SbcOpenLib, o novo portal de conteúdo da SBC, como repositório preferencial para publicação de anais de nossos eventos

Diversos eventos já têm a SbcOpenLib como repositório oficial para a publicação de seus anais. Buscaremos disponibilizar os artigos publicados nas edições anteriores desses eventos a partir do acervo armazenado na sede. Um passo fundamental para isso é automatizar o processo de submissão com o aprimoramento das ferramentas disponíveis. Além disso, é fundamental implementar funcionalidades específicas para a busca avançada de artigos e o registro de dados bibliométricos.

 

25) Motivar a sociedade para uso do SbcOpenLib como repositório para publicação dos periódicos internacionais e nacionais da SBC

Atualmente, as revistas da SBC estão hospedadas em serviços de Universidades, como UFRGS, UFMG e UNIRIO. Buscaremos promover a transferência destes periódicos com todo o seu acervo para a SbcOpenLib. Além disso, buscaremos apoiar os editores de forma a garantir que atinjam os critérios necessários para a indexação de seus periódicos em bases de referência. Com a disponibilidade da nova plataforma, as Comissões Especiais da SBC serão incentivadas a desenvolver projetos de novas revistas eletrônicas com foco em suas áreas de interesse.

 

26) Consolidação da SbcOpenLib como um repositório para publicação de livros didáticos voltados à comunidade da SBC

Os textos referentes a JAIs e minicursos e tutoriais de eventos da SBC já vêm sendo publicados na SbcOpenLib desde 2018. Buscaremos trazer para o repositório todo o acervo de eventos anteriores que dispomos em arquivo. Além disso, autores de livros técnicos e didáticos, em particular daqueles cujos temas abordam disciplinas do currículo de referência para graduação em Computação, serão incentivados a submeter novas propostas de títulos para a publicação de novos títulos de acesso aberto na SbcOpenLib.

 

27) Avaliar a Manutenção da parceria com a Editora Springer para a publicação do JBCS e JISA

O JBCS e JISA vêm sendo publicados em parceria com a Editora Springer no padrão “open access” desde 2014 com o apoio do CGI.br. Buscaremos avaliar a efetividade da parceria, renovando esse apoio por um período adicional, caso esta avaliação seja positiva.

 

28) Reforçar, junto aos autores de artigos da SBC, as características do novo copyright da SBC, explicando suas implicações

O novo Termo de Autorização de Publicação da SBC segue os moldes da licença Creative Commons 4.0 Não Comercial, mantendo os direitos da obra com os autores. Essa informação precisa ser melhor divulgada entre os associados, que devem entender como melhor utilizar esses recursos.

 

 

Planejamento e Programas Especiais

29)  Fortalecer uma constante interlocução com a sociedade em geral

Promover e dar visibilidade às ações da SBC por meio da continuidade nas ações da Chancela da SBC que apoia projetos de caráter educativo, social, cultural ou tecnológico e do Prêmio Inovação, em conjunto com a Diretoria de Relação com Empresas. Tornar a SBC uma interlocutora ativa junto ao Governo, Congresso e Senado a partir da participação em Comissões que definem estratégias, políticas públicas e de cooperação internacional na área de Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs).

 

30) Difundir o papel da SBC

Difundir as ações da SBC para transferência da pesquisa inovadora da universidade para a sociedade e promover a aplicação e evolução desses resultados como uma forma de melhorar a qualidade de vida da sociedade. Essas ações estarão alinhadas com os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU e trabalharão em conjunto com a Diretoria de Cooperação e Sociedades Científicas.

 

31) Dar Continuidade aos Seminários e Documentos dos Grandes Desafios da Computação

Definir um conjunto de ações para realizar os seminários dos Grandes Desafios da Computação na comunidade da SBC e promover os resultados desses seminários nos fóruns de interesse

 

32)  Promover melhor divulgação das redes de competência da SBC

Promover, fortalecer e divulgar uma Rede de Competências da SBC, a partir das Comissões Especiais,  Grupos de Trabalho específicos (por exemplo, os recém criados grupos de Computação em Nuvem e de Internet das Coisas), da Plataforma Lattes e dos Grupos de Pesquisa do CNPq. Essas ações procurarão dar uma visibilidade e papel ativo da SBC e seus membros em diversas frentes, assim como apoiar a diretoria de cooperação com sociedades científicas em suas ações de internacionalização e cooperação científica em diversas regiões.

 

33)  Realizar Planejamento Estratégico 2021-2030, com colaboração com a diretoria administrativa

Elaboração do Planejamento Estratégico da SBC em conjunto com todas as Diretorias e os funcionários da SEDE. O último Planejamento foi realizado em 2011 e expira em 2020. O Planejamento daria suporte para os objetivos da nova gestão, além de ajudar a SEDE a definir suas prioridades dentro da estrutura atual.

 

34) Auxiliar a Presidência no Controle e acompanhamento das ações das Diretorias e Sede da SBC

Será realizado um acompanhamento das ações das demais diretorias e da Sede para verificar que os objetivos definidos estão alinhados de acordo com planejamento prévio e para identificar as sinergias que podem ser realizadas para aumentar o impacto das ações e objetivos definidos.

 

 

Secretarias Regionais

35) Representação regional da SBC

Apoiar a promoção de ações das Secretarias Regionais para o aumento da representação da SBC em instituições de ensino, centros de pesquisa e empresas, buscando aumentar o número de representantes institucionais, representantes estudantis e sócios institucionais.

 

36) Ampliação de associações vinculadas à representação institucional e estudantil

Aumentar o número de associados à SBC e o vínculo dos associados atuais com as representações institucionais da SBC a partir da realização e apoio a eventos e escolas regionais e participação das Secretarias Regionais e Representantes Institucionais e Estudantis em eventos realizados pelas comissões especiais da SBC em colaboração com a Diretoria de Eventos e Comissões Especiais.

 

37) Promoção de ações regionais para divulgação da Computação e da SBC

Promover nas Secretarias Regionais e Representações Institucionais iniciativas regionais de projetos destinados a ações de divulgação da Computação de caráter educativo, social, cultural ou tecnológico para a sociedade brasileira e incentivá-las por meio da Chancela da SBC em cooperação com a Diretoria de Planejamento e Programas Especiais.

 

38) Apoio a ações regionais de inovação em Computação 

Potencializar nas Secretarias Regionais e Representações Institucionais resultados de trabalhos regionais desenvolvidos por universidades promovendo e fomentando a interação entre a comunidade científica e organizações por meio do Selo de Inovação SBC em cooperação com a Diretoria de Planejamento e Programas Especiais e Diretoria de Articulação com Empresas.

 

39)  Ações regionais de atração de novos talentos para a Computação

Ampliar por meio das Secretarias Regionais e Representações Institucionais o número de competições científicas regionais e sedes, equipes e participantes das competições científicas nacionais nos níveis de educação superior, média e fundamental buscando atrair novos talentos para a área em cooperação com a Diretoria de Competições Científicas.

 

40) Ampliação da realização de eventos regionais

Ampliar a realização de atividades e eventos locais e regionais alinhados com a realidade e demanda da sociedade local. Identificar os desafios regionais da pesquisa em Computação em colaboração com a Diretoria de Eventos e Comissões Especiais.

 

41) Integração entre Secretarias Regionais, Representações Institucionais e Estudantis

Promover maior integração entre as Secretarias Regionais, Representações Institucionais e Estudantis para a realização de eventos em conjunto, troca de experiências, cooperação e articulação de ações institucionais da SBC de âmbito regional e nacional, atingindo de forma mais homogênea a comunidade científica de todas as regiões do país. Apoiar a Diretoria Administrativa no desenvolvimento do acesso dos Representantes Institucionais ao ROS com novas funcionalidades.

 

 

Divulgação e Marketing

42) Disseminar na sociedade o conhecimento sobre o que é e a importância da Computação

As tecnologias digitais estão presentes na vida cotidiana de praticamente todas as pessoas.  Apesar disso, grande parte da sociedade não compreende de fato o que é Computação e não dá a devida relevância ao domínio das habilidades provenientes dessa área, essencial ao cidadão do século XXI. Essa falta de informação também contribui para que muitos jovens não escolham carreiras na área de Computação, intensificando o problema de falta de mão de obra qualificada nesta área no Brasil (e no mundo). Portanto, pretende-se realizar ações para de explicar, à sociedade, de forma simples e intuitiva, o que é e qual a importância da Computação.

 

43) Intensificar a divulgação da marca SBC junto à sociedade em geral, e, em particular, junto à comunidade de Computação

Estratégias para divulgação da marca SBC precisam ser constantemente repensadas.  Nessa perspectiva, propõe-se desenvolver e agregar valores à marca SBC, por meio de duas frentes principais: (1) provendo apoio a projetos voltados para as questões sociais e para a sustentabilidade ambiental, com o objetivo de fortalecer a imagem da marca e (2) elaborando  ações de aproximação da SBC com as universidades, quer seja por meio de mailings ou quer seja pela abertura de espaço editorial na revistas acadêmicas, estreitando os laços da comunidade de computação com a SBC, desde os primeiro anos de sua formação.

 

44)  Rever a estratégia de divulgação da SBC nos eventos promovidos

Os eventos promovidos pela SBC são excelentes oportunidades para divulgar a sociedade.  Atualmente, os espaços de tais eventos são aproveitados para divulgar a marcar por meio da reprodução de vídeos promocionais na abertura e nos intervalos.  Porém, devido os formatos de alguns eventos, a divulgação acaba não acontecendo como esperado.  Com o intuito de contornar essa limitação, pretende-se rever a estratégia de divulgação em eventos, incorporando as seguintes ações: (1)  acompanhar e apoiar diretamente as ações de divulgação em eventos promovidos, (2) elaborar um manual técnico de divulgação de eventos, com orientação sobre plano de patrocínios, visibilidade das marcas, canais padrão de veiculação das empresas patrocinadores e (3) incluir a marca SBC na divulgação dos patrocinadores dos eventos, na condição de sociedade promotora, e não apenas nas mídias e nos materiais do evento em si. Quanto mais visibilidade, maiores serão as chances de fortalecer a marca.

 

45) Sistematizar o uso das mídias sociais

O uso das mídias sociais ocupa uma posição de destaque no que diz respeito ao acesso à Internet.  No entanto, quando acontece de forma indiscriminada, pode produzir um efeito negativo, que precisa ser tratado com o devido cuidado. Em particular, a publicidade veiculada precisa ser bem dosada, sob pena de invadir a vida do público-alvo, ao ponto de ser rejeitada.  Neste contexto, otimizar a sistematização do uso das redes, tendo como foco criatividade e planejamento, é fundamental para atingir o retorno esperado.  Ademais, faz-se necessário pensar em estratégias com vistas a ampliar o alcance das mídias sociais.

 

46) Ampliar a integração do setor de mídia da SBC com a Imprensa

Marketing e assessoria de imprensa possuem naturezas muito similares e, quando atuando em parceria, conseguem oferecer uma estratégia centralizada que pode facilitar o alcance ao conteúdo. Enquanto as estratégias de marketing têm como foco fortalecer o relacionamento com a comunidade de Computação, a assessoria de imprensa assumiria a responsabilidade de cuidar da imagem da SBC e de sua exposição junto aos meios de comunicação. É necessário que haja uma integração entre as duas frentes para otimizar o alcance do conteúdo.

 

47) Consolidação das campanhas promocionais associadas a datas comemorativas

As datas comemorativas, quando bem exploradas, são uma excelente oportunidade de impulsionar a imagem dos produtos e dos benefícios de ser um associado SBC.  No entanto, a sazonalidade das campanhas vai além da listagem de datas e períodos do ano. Após o mapeamento das datas, faz-se necessário estabelecer estratégias e executá-las de forma planejada para atingir o objetivo esperado.

 

48) Diversificação de produtos para consolidação a linha de produtos oficiais SBC

Criar uma ligação direta entre os produtos e o público-alvo.  Além da visibilidade propiciada, a diversificação de produtos, de forma planejada e associada à necessidade de uso das pessoas, colocará a marca SBC presente em seu dia-a-dia.  A diversificação do catálogo de produtos será impulsionada por meio das mídias sociais.

 

49) Intensificar as estratégias de divulgação das Competições Científicas da SBC

Eventos sobre conhecimentos específicos da área, tais como Olimpíadas, costumam tanto incentivar a busca pelo conhecimento em áreas científicas e tecnologias quanto impactar na escolha profissional de seus participantes. Nessa direção, faz-se necessário, além de promover a divulgação em rede nacional, criar, com o apoio dos secretários regionais, estratégias para divulgar as Olimpíadas Científicas da SBC, de modo a maximizar a publicidade nas escolas e consequentemente o engajamento dos estudantes.

 

 

Competições Científicas

50) Aumentar a participação feminina nos eventos

Estudar e propor mecanismos para aumentar a participação feminina nas competições, com isso a atração de mulheres para Computação

 

51) Buscar junto a agências de fomento bolsas especiais para talentos das Olimpíadas

A partir da experiência de outras áreas, a SBC buscará apoio de agências de fomento para bolsas especiais para talentos das Olimpíadas

 

52) Incentivar a realização de Maratonas regionais

Com a colaboração da diretoria de Secretarias Regionais, incentivar a realização de Maratonas regionais, como já existem em Minas Gerais e na Bahia

 

53) Incentivar a realização de escolas regionais preparatórias para as competições científicas

Em conjunto com a diretoria de Secretarias Regionais, incentivar a realização de escolas regionais preparatórias para as competições científicas, como já ocorre no Rio Grande do Sul

 

54) Aprimorar mecanismos na Sede da SBC para  acompanhamento das Competições Científicas

Melhorar a interação com os sistemas e outros mecanismos da SBC para que se adequem às necessidades das Olimpíadas Científicas

 

55) Buscar alternativas de patrocínio

Além das agências de fomento, buscaremos alternativas de financiamento a exemplo de empresas importantes da área, com o apoio da Diretoria de Articulação com empresas, para as competições científicas.

 

 

Relações Profissionais

56) Acompanhamento de projetos de lei de regulamentação da profissão

Acompanhamento das tramitações dos projetos de lei hoje existentes no Senado e na Câmara Federal, fornecendo subsídios para os parlamentares na discussão e entendimento das implicações desses projetos na sociedade brasileira.

 

57) Promover estudos que aprofundem e ampliem o entendimento e tendências da regulamentação da profissão no Brasil e no mundo

Pretendemos desenvolver estudos sobre o exercício da profissão em outros países e disseminar melhor a visão da Diretoria da SBC sobre a regulamentação da profissão, por meio de artigos em meios de comunicação e palestras em eventos e em escolas que tenham cursos de computação. Baseados nesses estudos, pretendemos elaborar uma proposta de Projeto de Lei da regulamentação da profissão pela SBC, assim como acompanhar projetos em trâmite no Congresso Nacional. Também buscaremos estreitar relações com associações de classe visando uma posição conjunta sobre a regulamentação da profissão.

 

58) Contribuir com uma maior Interação com  profissionais e empresas

Iremos divulgar o Código de Ética da SBC para os profissionais de Computação nas empresas e ampliar a interação entre as empresas e seus profissionais de Computação nos eventos da SBC, com o objetivo de compartilhar experiências e promover sinergia entre academia e indústria. Essa ação será feita em colaboração com a diretoria de relação com empresas.

 

 

Cooperação com Sociedades Científicas

59) Continuidade do processo de aproximação às sociedades científicas nacionais

Esta meta busca a consolidação e ampliação em acordos com sociedades científicas nacionais para formar uma agenda comum que fortaleça as atividades de ciência, tecnologia e inovação no Brasil. Consolidar participação da SBC na SBPC.

 

60) Consolidar e ampliar a Internacionalização da SBC

Busca-se, nesta meta, ampliar uma relação mais próxima e consolidada com sociedades científicas internacionais, em especial através de: manutenção e construção de programas de cooperação entre a SBC e demais sociedades, visando colaboração e ações conjuntas; busca de maior participação brasileira em projetos de pesquisa científica e de intercâmbios em nível internacional assim como a participação de pesquisadores estrangeiros em projetos executados por instituições brasileiras; realização de eventos científicos internacionais no Brasil com apoio/co-promoção/cooperação da SBC; e apoio/promoção/participação em eventos científicos internacionais.

 

61) Consolidar atividades do fórum IFIP/SBC

A SBC estabeleceu uma sistemática de escolha de representantes nos Technical Committees de interesse da IFIP. A sistemática foi estabelecida com debates na Diretoria e Conselho, consulta ampla às CEs e reunião com membros da diretoria da IFIP, onde foram definidas regras para mudança periódica de representação e os papéis esperados: representantes, comissões, SBC e IFIP. Para discutirmos a relação IFIP/SBC de uma forma continuada, criamos um fórum anual no CSBC com os representantes Brasileiros nos TCs, Representantes das CEs e o representante Brasileiro na IFIP. No CSBC 2019 ocorrerá a sexta edição do fórum.

 

62) Consolidar e ampliar participação Brasileira no CLEI

A SBC tem importante participação no CLEI. Pretendemos incentivar a ampliação da participação de brasileiros no CLEI, em particular nos comitês de programa e organização dos simpósios realizados junto à conferência anual do CLEI.

 

63) Dar continuidade às interações com a ACM para realização de evento conjunto no CSBC na área de Educação

Há dois anos, a SBC vem se articulando com a ACM, por meio desta diretoria, para a realização de evento conjunto no CSBC. Será dado continuidade a essa ação em cooperação com as diretorias de Educação e de Ensino de Computação na Educação Básica.

 

64) Revisitar acordos de cooperação internacional

Além da filiação à IFIP e ao CLEI, a SBC mantém acordos com outras sociedades, que precisam ser renovados, como a IEEE e a ACM. Pretende-se ainda realizar novos acordos, a exemplo da Informatics Europe, e outras associações regionais ou de outros países.

 

65)  Ações Inter/multi/transdisciplinares

Planejam-se cooperações com sociedades científicas de outras áreas de conhecimento, promovendo ações inter/multi/transdisciplinares com a Ciência da Computação e afins. Um exemplo de tais cooperações seria a discussão de desafios de pesquisa que envolvam mais de uma área do conhecimento.

 

 

Articulação com Empresas

66) Mapeamento e Articulação das ações das diretorias da SBC relacionadas com empresas

Diversas diretorias da SBC têm objetivos que envolvem relacionamentos com empresas. Esta meta busca identificar e articular estes objetivos de maneira a mostrar uma visão única do relacionamento da SBC com empresas, a fim de executar ações integradas que possam resultar em benefícios para diversas diretorias, assim como reduzir esforços de implementação.

 

67)  Mapeamento e Articulação dos relacionamentos de associados da SBC com empresas

Diversos associados da SBC já possuem relacionamentos com empresas. Esta meta busca identificar os relacionamentos existentes entre associados institucionais e empresas a fim de elencar como estas parcerias já existentes poderiam contribuir para ações efetivas junto à SBC bem como promover, sempre que possível, novos relacionamentos dos associados com as empresas. Além disso, também será feito um mapeamento dos associados (não institucionais) que atuam em empresas (não em instituições de ensino) com o mesmo propósito.

 

68)  Mapeamento e Articulação de Parcerias com entidades empresariais

Esta meta busca a aproximação com entidades empresariais com o objetivo de formar uma agenda comum que fortaleça as atividades de ciência, tecnologia e inovação no Brasil. Para atingir tal objetivo, faz-se necessária a identificação dos tipos de parceria que podem ser firmadas entre a SBC e as empresas assim como os tipos de organização que seriam potenciais parceiros. 

 

69) Fomentar empreendedorismo e inovação na SBC

Esta meta visa contribuir para a formação e inserção de profissionais e estudantes em atividades de desenvolvimento tecnológico e inovação, criando, assim, recursos humanos que se dedicarão ao fortalecimento da capacidade inovadora das empresas no país. Além disso, pretende incentivar as instituições de ensino à formulação de uma política de iniciação em atividades de desenvolvimento tecnológico e inovação, possibilitando assim uma maior interação entre atividades de desenvolvimento tecnológico e inovações desenvolvidas nessas instituições. Para isso, é necessário a interação com as iniciativas nacionais de fomento à empreendedorismo e inovação, como startups, incubadoras e parques tecnológicos.

Nesta meta também está inserido o prêmio inovação da SBC, que apoia projetos de inovação destinados a divulgar trabalhos de Graduação, Mestrado e Doutorado que proponham soluções inovadoras por meio da Computação.

 

70) Coordenar as ações do COMPUTEC no CSBC, junto à coordenação local do congresso

O  COMPUTEC tem se destacado ao longo de várias edições do CSBC com foco em  tecnologia e inovação, defendendo o incremento da cooperação e da interação entre as universidades, as empresas, a sociedade e o diferentes níveis e esferas de governo. Esta diretoria tem, portanto, como meta, continuar a coordenar ações do COMPUTEC junto à  coordenação local do nosso congresso anual, o CSBC, para continuar sua importante contribuição para o avanço da Computação no Brasil.

 

 

Ensino de Computação na Educação Básica

71) Divulgação das Diretrizes de Ensino de Computação na Educação Básica elaboradas pela SBC

A SBC elaborou diretrizes para o ensino de Computação tanto no Ensino Fundamental quanto no Ensino Médio. Estas diretrizes estão disponíveis no site da SBC, e foram enviadas ao MEC e CNE. Porém, é necessária uma maior divulgação destas diretrizes, especialmente tendo como alvo o público das redes escolares e governos estaduais e municipais.

 

72) Aprimoramento das Diretrizes de Ensino de Computação na Educação Básica elaboradas pela SBC

Além da divulgação, pretende-se revisar as diretrizes tendo como objetivo uma integração maior com as outras áreas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) proposta pelo MEC. Também pretende-se sugerir Itinerários Formativos alternativos na área de Computação, para que as redes escolares possam escolher o que mais se adequa às suas necessidades.

 

73) Contribuição no processo de inserção de Computação nas escolas no Brasil

Nesta linha de ação, pretende-se planejar e executar diversas ações, como por exemplo: montar estratégias para permitir a capacitação massiva de professores de Educação Básica; orientar redes escolares  sobre como inserir Computação nos seus currículos; fomentar e coordenar a elaboração e disseminação de material didático da área de Computação em nível escolar (neste contexto, um dos objetivos é montar um banco de livre acesso contendo atividades que podem ser usadas para trabalhar cada uma das habilidades propostas nas diretrizes da SBC); divulgar nacional e internacionalmente as ações e ideias da SBC com relação à inserção de Computação nas escolas; fazer parcerias com governo, iniciativa privada, ONGs, entidades internacionais e outros  para viabilizar a inserção de Computação nas escolas; em conjunto com a Diretoria de Educação, reestruturar as diretrizes dos cursos de Licenciatura em Computação para que dêem formação adequada para implantar as Diretrizes de Ensino de Computação na Educação Básica propostas pela SBC; propor uma disciplina (ou mais) de formação básica em Computação para os cursos de Pedagogia e Licenciaturas em outras áreas.

A SBC vem participando sob diversas formas para o aprimoramento da Política Nacional de Informática. A Sociedade vem também colaborando de forma decisiva em diferentes fóruns de discussão de política de Ciência e Tecnologia.

Exemplos desta atuação são:

  • a participação de membros do conselho ou da diretoria em comitês gestores, em conselhos científicos de órgãos de pesquisa ou em assessorias a órgãos de governo;
  • a colaboração com outras sociedades científicas, em especial a SBPC, nas atividades promovidas por esta última;
  • a promoção ativa da regulamentação da profissão, através de uma diretoria voltada a este problema;
  • a criação de fóruns específicos para discussão da Política Nacional de Informática.